segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Dia Internacional dos Direitos Humanos

Hoje, dia 10 de dezembro, comemora-se o Dia Internacional dos Direitos Humanos, dia em que passam sete décadas da adoção da Declaração Universal pela Assembleia Geral das Nações Unidas.
Para além de se celebrar o 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, celebram-se os 40 anos da ratificação de Portugal da Convenção Europeia dos Direitos Humanos.
A Declaração Universal dos Direitos do Homem é uma carta de princípios onde se estabelecem e defendem quais os direitos do indivíduo que são inalienáveis.
Na BE queremos destacar este dia, e pedimos a colaboração de todos para escreverem um "direito" num papel, que será colocado no placard destacado para o efeito.



quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Logótipo concurso "Ideias com Mérito"

No âmbito do concurso "Ideias com Mérito", projeto que premeia ideias e práticas inovadoras e que é integrado e financiado pela Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), o projeto da nossa escola "Da Literacia Digital à Cidadania Glocal" foi selecionado e estamos a iniciar a sua execução.
Para a sua identificação e divulgação precisamos de um logótipo. A sua criação, uma das primeiras fases do projeto, foi trabalho de duas turmas de Artes e os resultados estão expostos na nossa BE.
Agradecemos a todos os membros da comunidade escolar que, através do voto, nos ajudem a selecionar um trabalho dos aqui expostos, para que seja o "nosso rosto" nas redes sociais e não só. A votação decorre na BE.

Árvore de natal 2018

A Biblioteca da nossa escola já está em clima natalício. Foi decorada de acordo com a época, chamando sobretudo a atenção para a importância da leitura através da apresentação de uma árvore de Natal feita com livros.

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Dia Nacional da Cultura Científica

Nos dias 22 e 23 de novembro comemorou-se na Biblioteca o Dia Nacional da Cultura Científica. As turmas do ensino básico participaram numa atividade organizada pela professora Catarina Pereira com o tema "Ciência e Poesia de mãos dadas".
Os alunos gostaram bastante das experiências e dos temas analisados e perceberam que é possível haver uma ligação entre as duas áreas do saber.





 

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Decorreu no Auditório da ESCM uma sessão com o escritor Moita Flores.
A iniciativa da BE integra-se no Projeto de Apoio à Leitura, bem como na divulgação de escritores.
A capacidade de comunicação do escritor, aliada à sua riqueza como ser humano, arrebataram do público uma calorosa ovação.
A BE agradece à Leya a concretização desta tarde tão enriquecedora para a comunidade escolar da Campos Melo.









terça-feira, 13 de novembro de 2018

Sessão com o escritor

O escritor Francisco Moita Flores vai estar no auditório da Escola Secundária Campos Melo, no próximo dia 19 de novembro, às 15 horas, onde fará uma apresentação do seu último livro, O Mistério do Caso de Campolide, seguida de sessão de autógrafos.A atividade é promovida pela Biblioteca Escolar, onde se encontra uma exposição/venda de algumas das suas obras.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

´"Empreendedorismo" - Diplomas

Foram entregues Diplomas de dinamização da Atividade "Empreendedorismo" - Formação Interpares às alunas do 12ºF: Inês Ramos; Inês Roberto; Micaela Mateus e Bárbara Valadas.

Parabéns a estas alunas, pelo empenho e envolvimento!

"Pegada Ecológica" - Diplomas

Foram entregues os Diplomas pela dinamização da atividade "Pegada Ecológica" - Formação Interpares às alunas do 10ºA: Ana Antunes, Carolina Sanches e Catarina Rodrigues.
Parabéns às três alunas, pelo trabalho desenvolvido!



Prémios Participação CNL

Foram entregues os Diplomas de Participação na Fase Municipal do Concurso Nacional de Leitura aos seguintes alunos:

   Maria Goulão - 10ºB - Ensino Secundário - 3ºPrémio

   Rita Lucas - 8ºB - 3ºCiclo - 1º Prémio fase Municipal  e participação na fase Intermunicipal

   Joana Banha - 7ºB - 3º Ciclo - 3ºPrémio fase Municipal 

Parabéns a todas as alunas premiadas!!





Atribuição de Diplomas - Logotipo RCB

Foram entregues, no dia 23 de maio, os seguintes Diplomas aos seguintes alunos:

1º Prémio do Concurso Logotipo da Rede Concelhia de Bibliotecas :
                                                                                              Paulo Alexandre Sousa - 12ºB2 

2ºPrémio exaequo : 
                                                                                              Laura Taborda - 12ºB2

                                                                                              Madalena Morgado - 11ºB





terça-feira, 22 de maio de 2018

Susana Campos

No dia 17 de maio  teve lugar, na Biblioteca da ESCM, uma sessão com a escritora Susana Campos.
As suas palavras foram ouvidas com muita atenção e interesse por parte de todos e no final algumas alunas deliciaram a plateia com os seus dotes musicais.









segunda-feira, 14 de maio de 2018

Próxima fase do CNL

Terá lugar na Biblioteca Municipal Eugénio de Andrade na Guarda, no dia 22 de maio, a fase intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura.
A nossa aluna Rita Lucas, do 8º ano, vencedora do 1º Prémio do 3ºCiclo, será concorrente.
Boa sorte Rita!!


terça-feira, 8 de maio de 2018

Revolução Estudantil de Maio de 68

Sabia que…?
Passam este mês 50 anos sobre a data da Revolução Estudantil de Maio de 68?
O que foi e onde começou?
Foi uma revolução estudantil que teve início em maio de 1968, em Nanterre, cidade próxima de Paris, com uma série de protestos de estudantes universitários que pediam reformas no setor da Educação. A revolta rapidamente alastrou a outras universidades francesas e no dia 2 de maio, depois de a administração decidir fechar a universidade e ameaçar expulsar vários estudantes acusados de liderar o movimento contra a instituição, a reação dos alunos alastrou à maior universidade Francesa, a Sorbonne, em Paris.
Depois de inúmeras manifestações em que os alunos protestaram contra a invasão da universidade pela polícia e em que centenas de alunos foram feridos e detidos, o movimento cresceu tanto que evoluiu para uma greve geral de alunos com o apoio de professores, do Partido Comunista Francês e também de trabalhadores: “Os universitários uniram-se aos operários e promoveram a maior greve geral da Europa, com a participação de cerca de 9 milhões de pessoas” a desfilar nas ruas.
Esta greve enfraqueceu politicamente o governo de França de então, presidido pelo General Charles De Gaulle, que renunciou um ano depois ao exercício do seu cargo.

Mais informação aqui

Fatores que influenciam a compreensão de textos na internet. Alguns dados de adolescentes.


grupo ERI da Universidade de Valência é uma das equipas de pesquisa de leitura mais produtivas de Espanha. Uma das suas linhas de pesquisa é a compreensão de textos na internet e, anteriormente, comentei alguns dos seus trabalhos:  Os problemas dos nativos digitais com textos digitais e a compreensão de hipertextos . Uma de suas últimas publicações é O desenvolvimento de habilidades de leitura na Internet baseadas na compreensão de adolescentes.

Continua aqui

terça-feira, 1 de maio de 2018

"Oficina de Escrita Criativa - vai onde te leva a imaginação"

A Biblioteca Escolar é o núcleo fundamental da vida da escola, assumindo-se como um local atrativo, acolhedor e entusiasmante para todos os utilizadores. É uma Biblioteca que tem como missão apoiar alunos e professores no processo de ensino e aprendizagem. Por este motivo, estamos a proporcionar sessões de escrita criativa, destinadas aos alunos do 9º ano, no sentido de os apoiar no desenvolvimento de competências essenciais, cooperando/coadjuvando na planificação e dinamização de atividades de aprendizagem nos domínios da leitura e da escrita.
Os alunos aderiram com grande entusiasmo e tornaram-se contadores de histórias, das suas, das dos outros, das vividas ou, simplesmente, inventadas.
Semanalmente, eles têm o papel principal, num espaço dinâmico que lembra a afirmação de Calixo quando diz que “Vai longe o tempo em que os livros/tesouros estavam fechados a cadeado. Espécies raras, era necessário conservá-los cuidadosamente”. Hoje, a Biblioteca é sinónimo de vida, de partilha, inspiração, alegria e aprendizagem.





quinta-feira, 26 de abril de 2018

FESTA DA LEITURA NA BIBLIOTECA MUNICIPAL

No dia 23 de abril, a Câmara Municipal da Covilhã organizou a Festa da Leitura, celebrando assim o Dia Mundial do Livro.
Os alunos dos agrupamentos escolares do concelho participaram num conjunto de atividades na Biblioteca Municipal, das quais se destaca o Concurso Nacional de Leitura e uma divertida "Manifestação Literária".
Esta iniciativa contou com a presença da Vereadora Regina Gouveia.

Fase Municipal do Concurso Nacional de Leitura

No Dia Mundial do Livro, a leitura celebrou-se da melhor forma possível, através da realização da fase municipal do Concurso Nacional de Leitura. 
Para isso, os alunos de todos os ciclos de ensino do concelho da Covilhã juntaram-se na Biblioteca Municipal e mostraram que o prazer de ler é uma realidade sempre presente nas suas vidas.
Ao longo do dia percebeu-se que o importante é ler, ler para aprender, ler por pura evasão, ler para viver outras vidas e outras histórias, ler, ler…. Não interessa o motivo que nos leva a pegar num livro, importa apenas que entre na vida do leitor e ambos inaugurem a palavra amigo.

Foi com este espírito que as nossas alunas prestaram provas e é com enorme orgulho que apresentamos os excelentes resultados da Rita Lucas e da Mariana Banha, com o primeiro e segundo lugares do terceiro ciclo, respetivamente. Para a Maria Goulão vai o terceiro lugar do ensino secundário.
Parabéns a todas pela extraordinária participação e continuem com boas leituras!



FLASHMOB LITERÁRIO.

No âmbito do Dia Mundial do Livro, a Escola Secundária Campos Melo realizou, na Biblioteca Municipal, o ultimo de uma série de 3 FLASHMOB LITERÁRIO. 
Parabéns a todos os professores e alunos que participaram nesta iniciativa.

domingo, 15 de abril de 2018

Batalha de La Lys: História do "Soldado Milhões" estreia esta semana

Ainda a propósito dos heróis Portugueses na Batalha de La Lys, estreia esta semana o filme "Soldado Milhões". A não perder!
Nas histórias dramáticas que a expedição portuguesa registou na batalha de La Lys, destaca-se um herói acidental. O transmontano Aníbal Augusto Milhais, celebrado pela bravura, conhecido como o "Soldado Milhões". Um século depois, a história deu um filme que estreia esta semana e vai ter uma versão alargada, numa série na RTP.

Ver aqui o Trailer e a apresentação

A presença portuguesa na I Guerra Mundial

Em 1918, Portugal, jovem república, entrou na I Guerra Mundial. Combateu ao lado de franceses e ingleses, tendo sido enviado para a Flandres um exército inexperiente e mal equipado, que ficaria conhecido como Corpo Expedicionário Português - C.E.P.
Para estes homens destemidos, o principal inimigo foi sempre a vida nas trincheiras, com todos os horrores que isso acarretava. Mas foi o combate com os alemães, no vale da ribeira de La Lys, a 9 de abril de 1918, que viria a tornar célebre a sua determinação e coragem.
Este episódio mal conhecido por muitos portugueses e pouco reconhecido pela História da I Guerra Mundial, merece ser lembrado, principalmente porque muitos foram os soldados desconhecidos que nele perderam a vida. 
Na obra “A Covilhã e a I Grande Guerra”, José Fonseca e António Assunção, recordam “todos os militares do concelho da Covilhã que combateram na Flandres, em Angola e em Moçambique, entre 1914 e 1918, particularmente aos que aí tombaram, vítimas de uma guerra incompreensível e fratricida.”

segunda-feira, 9 de abril de 2018

"Casa com poesia"


Os nossos alunos mostram, mais uma vez, o seu espí­rito solidário e a capacidade de dar ao outro valores essenciais da vida: companhia, apoio e afeto. Foi com esta noção de dever social que a Beatriz Lopes, a Laura Sardinha, a Joana Madeira e a Maria do Carmo, alunas ativas no Clube de Voluntariado, aceitaram participar na louvável iniciativa da Câmara Municipal de apoio aos idosos, inevitavelmente carentes.
Estas benfeitoras aproveitam as suas férias escolares para levar poesia aos idosos que vivem sozinhos, àqueles que mais precisam de uma boa companhia, a quem leram poemas num momento único de convívio intergeracional. Desta partilha de experiências enriquecedora também para o crescimento dos mais novos, fica a passagem pelas casas de quem tem muitas histórias para contar, em Peraboa, e ainda pelo lar S. Jorge da Beira, onde deixaram um sorriso no rosto de quem as ouviu.